Sobre Nós

HISTÓRICO DO INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO CULTURAL – IDC

O IDC, ao longo de sua história de 50 anos, fundado em 16 de maio de 1962 pelo Padre Arthur Morsch, S.J., sempre esteve à frente do seu tempo. Nestas cinco décadas de existência, INOVAR foi o norte de nossas atividades educacionais. O nosso foco sempre foi a formação integral do cidadão, como requer a uma sociedade Cristã e civilizada. Conquistamos, nesta trajetória cinquentenária, o reconhecimento por nossa capacidade de organização, lisura, competência e transparência na organização de Cursos de Atualização e pós-graduação em diferentes áreas do conhecimento. Hoje, além de oferecer cursos preparatórios para Concursos Públicos, exame de ordem e cursos de especialização e extensão em Direito que são referência para pretendentes às carreiras jurídicas, o IDC incrementa a formação de centenas de profissionais e acadêmicos por meio do seu Curso de Graduação em Filosofia do IDC – um antigo e acalentado sonho do abnegado e incansável padre Arthur Rocha Morsch, S.J.

Com o objetivo de INOVAR, o IDC lança um produto novo no Mercado: IDC – GESTÃO DE CONCURSOS PÚBLICOS. Gestão, gerenciamento e organização de Certames Públicos e/ou Processos Seletivos Públicos.

O Instituto de Desenvolvimento Cultural deseja contribuir, na presente proposta à sociedade, para uma melhoria significativa na seleção e recrutamento de novos servidores . Através de procedimentos de avaliação modernos capazes de selecionar e recrutar os melhores candidatos aos cargos em certames públicos. Nossa proposta aponta para uma contribuição efetiva na honestidade e seriedade de tais seleções. Garantindo, desta forma, que todos os candidatos terão iguais oportunidades de ingresso no serviço público municipal, estadual ou federal.

Diretoria do Instituto de Desenvolvimento Cultural (2014-2015)

Presidente: José Antônio Célia
1° Vice-Presidente: Luiz Fernando Silveira Netto
2° Vice-Presidente: Victor José Faccioni
Secretário-Geral: Luiz Alberto Rossi
Tesoureiro: Paulo Sérgio Postingher

Conselho Deliberativo do Instituto de Desenvolvimento Cultural (2014-2016)

Presidente: Pedro Montenegro Barbosa
1º Vice-Presidente: Pedro Henrique Poli de Figueiredo
2º Vice-Presidente: Paulo Emílio J. Barbosa
1ª Secretário: Marciano Colpo
2º Secretário: Luciano Marques de Jesus
Eduardo Wetzel Barbosa
Percival Puggina
José Nedel
Paulo André dos Santos

IDC – GESTÃO DE CONCURSOS PÚBLICOS

Projeto desta magnitude requer profissional com experiência, competência, dignidade e honestidade para levar adiante tal proposta de extrema relevância para o Estado e a Nação. Com foco nesta responsabilidade institucional, o Instituto de Desenvolvimento cultural convidou para Presidente a Comissão da Gestão de Concursos Públicos um profissional a altura desta importante missão. O Prof. Mestre Paulo F.O. Bujes. Ex-Diretor de Concursos Públicos da Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos do Estado do RS (FDRH) (1979 a 1991), Ex- Diretor da Área de Educação, Ciências e Artes da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) (2006 a 2009) e Ex- Presidente da Comissão de Concursos Públicos da Ulbra (1992 a 2009). Nesta caminhada de sucesso, o professor, Bel. e Lic. em Matemática e Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade de Ciências Empresariais de Buenos Aires (UCES), foi responsável pela gestão e planejamento de aproximadamente 400 (quatrocentos) Concursos Públicos. Dentre os mais importantes, podemos elencar:

- Tribunal Reg. Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul - TRE/RS (1994).
- Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do sul – TJ/RS (1989).
- Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul – PGE/RS (1990).
- Instituo de Previdência do Estado do Espírito Santo (1989).
- Procuradoria-Geral de Justiça – PGJ/RS (1991).
- Secretaria de Administração do Estado do Espírito Santo (1989).
- Fundação Estadual de Proteção Ambiental do Estado do Rio Grande do Sul – FEPAM/RS (1994).
- Prefeitura Municipal de Tapes (2006).
- Prefeitura Municipal de Camaquã (2007).
- Câmara Municipal de Camaquã (2008).
- Prefeitura Municipal de Nova Santa Rita (2009).
- Prefeitura Municipal de Sapucaia do Sul (2009).
- Prefeitura Municipal de Soledade (2008/2009).
- Prefeitura Municipal de Machadinho (2006 e 2008).
- Câmara dos Vereadores de Porto Alegre (2001).

Portanto o IDC – GESTÃO DE CONCURSOS PÚBLICOS passa a competir no Mercado, no mínimo, em igualdade de condições com nossa concorrência. Está no “DNA” do IDC esta longa caminhada com os jovens e “concurseiros” em geral. Certamente , neste nosso novo desafio, estaremos indo ao encontro de nossa “expertise” desenvolvida com muita dedicação, competência, dignidade e honestidade. Viemos para ficar. Queremos consolidar com esta experiência agregada, de um capital humano sem par no Mercado, novos tempos na Gestão de projetos desta magnitude. Desejamos INOVAR, como sempre foi o nosso norte. Estamos indo para o Mercado com diferenciais competitivos sem similar no Estado do Rio Grande do Sul.

Ao encontro desta experiência bem sucedida da nossa Comissão de Concursos Públicos, o IDC se apresenta ao Mercado como uma alternativa eficaz para legitimar Competições Públicas de quaisquer natureza, em nível municipal, estadual e federal. Na nossa ótica, contratar uma faculdade, sem fins lucrativos, como a nossa, significa ao Administrador e Gestor Público a segurança de que o processo vai ser conduzido com competência, segurança, transparência, impessoalidade e honestidade no gerenciamento de projetos de tamanha magnitude. Além do fato de que eventuais excedentes financeiros de tais projetos serão utilizados na própria instituição, contribuindo, de forma inequívoca, para o desenvolvimento da educação em nosso Estado.

Reforçam-se tais variáveis num momento de crise ética e moral em que vive o nosso país. Com várias instituições sendo investigadas pelas autoridades constituídas. Praticando irregularidades tais como aplicação de provas não inéditas (questões de outros Concursos), favorecimentos a candidatos ou com vazamento de seus gabaritos.